O Recenseamento

Por essa época, o casal
Maria e o carpinteiro José
Vivia com simplicidade
Nas montanhas de Nazaré.

José trabalhava diariamente
Na oficina de carpintaria
Esforçando-se para que nada faltasse
A sua querida esposa Maria.

Ela, em processo adiantado
De sua gravidez abençoada,
Cuidava das lidas domésticas
Para as quais era afeiçoada.

Foi exatamente nesta época,
Quando Jesus estava para nascer,
Que o imperador Tibério César
Resolveu o recenseamento fazer

De toda a população da Judéia.
Em todo território palestino
E na província da Síria,
O responsável era Sulpício Quirino,

Real emissário de Roma
Investido na época da execução
De todo o recenseamento
Dessa imensa circunscrição.

Consoante o costume
Adotado na oportunidade,
Cada cidadão devia dirigir-se
À terra de sua naturalidade.

Essa notícia correu rapidamente
E chegou à cidade de Nazaré
Deixando Maria desgostosa
E alarmado o seu esposo José:

Não existe outro jeito,
Teremos que ir a Belém 
Disse José a sua esposa Maria
Depois de voltar da carpintaria 

Veio uma ordem expressa de Roma
Para que cada judeu seja registrado
Em sua cidade de nascimento.
Mas como hei de viajar neste estado? 

Disse Maria apalpando seu ventre
Bem proeminente e abaulado 
Nosso filho pode vir a nascer
A qualquer instante? O que fazer?

O Senhor irá conosco 
Disse José tomado de coragem,
Preparando os apetrechos
Para realizarem a viagem,

O qual se encontrava investido
No papel que muito o apetecia,
De ser tutor do filho que Deus
Colocara no ventre de Maria.

Diante das circunstâncias,
Não restava outra opção
Para a futura mãe de Jesus
Senão acolher nesta ocasião

Os decretos conjuntos
Do imperador e de seu marido,
Seguindo com submissão
O destino não escolhido.

Uma e muitas vezes,
E nas últimas semanas, freqüentemente,
Maria tinha lido bastante
E meditado, principalmente,

Sobre a profecia de Miquéias,
Que indicava Belém, na realidade,
Como a cidade natal
Do Salvador da humanidade,

Enquanto ela, que seria Sua mãe,
Encontrava-se na oportunidade
Residindo na pequena Nazaré,
Bem distante daquela outra cidade.

Até que, de improviso,
Se lhe desvenda o mistério!
O imperador romano passou a ser
Instrumento desse ministério,

Sem que ele viesse a saber,
A fim de que a predição
De prioridade divina
Acontecesse sem incorreção.

 

Autor:Arnaldo de Araújo rocha
Biografia de Jesus em Versos

Capítulo 1 – Ponto de Vista

Capítulo 2 – Visão de Zacarias

Capítulo 3 – Maria, A Futura Mãe

Capítulo 4 – Maria Visita sua Prima Isabel

Capítulo 5 – João, O Anunciador do Messias

Capítulo 6 – O Difícil Reencontro

Capítulo 7 – O Sonho Revelador

Capítulo 8 – Esclarecimentos Necessários

Capítulo 9 –  O Recenseamento