O CÂNTICO DE SIMEÃO

Havia na cidade de Jerusalém
Um homem chamado Simeão:
Homem este justo e piedoso
Que de Israel esperava a consolação;

E o abençoado Espírito Santo
Sobre ele estava, de sorte
Que lhe revelara, anteriormente,
Que não passaria pela morte

Antes de ver o Cristo do Senhor.
Movido pelo Espírito Santo de luz,
Foi ao templo; e, quando os pais
Trouxeram o menino Jesus

Para fazerem com a criança
O que a lei dos judeus ordenava,
Simeão o tomou nos braços
Enquanto, emocionado, falava:

Agora, meu amado Pai,
Despedes em paz o teu servidor,
Segundo a tua santa palavra;
Porque os meus olhos já viram, Senhor,

A tua prometida salvação,
A qual preparaste, então,
Diante de todos os povos;
Luz para a revelação

Da tua verdade aos gentios,
E para a glória da nação,
Do teu povo de Israel.
E envolvidos pela emoção,

Estavam os pais da criança,
Admirados do que ele dizia.
Simeão os abençoou
E falou para a mãe Maria:

Eis que este lindo menino
Tem na terra um destinamento,
Tanto quanto para a ruína
Como para o levantamento

De muitos do povo de Israel,
E para ser alvo de contradição.
Também uma espada afiada
Traspassará a tua própria alma, então,

Para que possa se manifestar
O pensamento de muitos corações.
Simeão previu, assim, para Jesus
Um futuro de muitas provações.

 

Autor:Arnaldo de Araújo rocha
Biografia de Jesus em Versos

Capítulo 1 – Ponto de Vista

Capítulo 2 – Visão de Zacarias

Capítulo 3 – Maria, A Futura Mãe

Capítulo 4 – Maria Visita sua Prima Isabel

Capítulo 5 – João, O Anunciador do Messias

Capítulo 6 – O Difícil Reencontro

Capítulo 7 – O Sonho Revelador

Capítulo 8 – Esclarecimentos Necessários

Capítulo 9 – O Recenseamento

Capítulo 10 – De Nazaré a Belém de Judá

Capítulo 11 – Jerusalém, Atualmente

Capítulo 12 – O Nascimento de Jesus

Capítulo 13 – O Cântico de Simeão